José Maria Pontes, o inacreditável médico que liderou a vaia contra cubanos em Fortaleza

Diálogos Políticos

Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, entrevistou o cearense José Maria Pontes, que comanda o sindicato que envergonhou o Brasil ao incitar agressões contra médicos cubanos, segundo ele, a intenção era apenas alertar os estrangeiros sobre o trabalho escravo que exerceriam no Brasil; “foi para defender as condições de trabalho deles”, disse ele

 

Por Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania

O presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará (SimeC) é o médico e ex-vereador José Maria Pontes. Ele liderou o protesto contra médicos cubanos ocorrido na terça-feira (27) em Fortaleza. Cobrado pela violência do ato, vem dizendo que “Ninguém vaiou médico cubano, mas quem estava com eles”. E que a vaia só ocorreu porque “Não dava para não misturar se estava todo mundo junto”.

O sindicalista ainda garantiu à imprensa que “A vaia, na verdade, foi para aquelas pessoas que tiveram a ideia absurda…

View original post mais 2.636 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: