Funcionária da Receita que sumiu com processos contra a TV Globo é condenada à prisão. Justiça diz que a criminosa não comeu toco. Está envolvida em mais de dez milionários processos de sonegação ainda não julgados

andradetalis

A Justiça Federal condenou à prisão a funcionária da Receita Federal por crimes contra o fisco envolvendo quatro empresas corruptoras: Forjas Brasileiras, Mundial Produtos de Consumo, P&P Porciúncula e TV Globo.

Cristina Maris Meinick Ribeiro A corrupta Cristina Maris Meinick Ribeiro pegou menos de cinco anos de cadeia, mas continua solta para gozar as vantagens de comer propinas dos sonegadores

Denunciada em 2007 pelo Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro, Cristina Maris Meinick Ribeiro chegou a ser presa preventivamente naquele ano para evitar riscos às investigações. Solta em setembro de 2007, foi exonerada de seu cargo. O julgamento ocorreu em junho deste ano pelo juiz da 3ª Vara Criminal Federal, que a condenou a quatros anos e 11 meses de prisão, além de multa. Ribeiro recorreu da decisão. Segue em liberdade até novo julgamento, ainda sem data marcada. Isto é, dia de São Nunca.

A funcionária da Receita foi acusada de ter…

View original post mais 421 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: