Apontado por receber milhões na Operação Lava Jato, Cunha põe golpe na pauta

Brasil Página 1 - Mostrando o que você precisa ver

images-cms-image-000458447

Citado nas investigações da Operação Lava Jato por três delatores como beneficiado no esquema de propina da Petrobras, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta segunda-feira 28 que pretende analisar nesta semana pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff protocolados na Casa.

Cunha tem dito à imprensa que ainda não tomou uma decisão sobre o assunto, apesar de ter revelado a integrantes da oposição que pretende não dar continuidade aos pedidos. A estratégia é que o peemedebista negue os requerimentos e a oposição apresente recurso, que deve ser aprovado pelo plenário da Câmara.

“Eu recebo os pedidos de processo. Cabe a mim despachar se aceita ou não aceita. Se aceitasse, teria uma comissão especial com seu rito próprio. Se não aceitar, cabe recurso. Essa semana eu já começo a despachar”, disse Cunha nesta segunda. “Vou ler os pareceres, pedir mais e tomar a decisão em fundo do…

View original post mais 87 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: